“Eu mereço!”

“Eu mereço” .
Essa frase, ah essa frase.
Eu já apelei a ela quase quantas vezes já tive um plantão estressante ou emendei 24 horas trabalhando.
Essa era a hora em que eu buscava a minha recompensa (geralmente era algum doce delicioso, às vezes uma refeição caprichada ou até mesmo faltar no treino da academia).
Nesse sentido, todos buscamos algum tipo de recompensa em dias estressantes.
O que costuma mudar é apenas o tipo de recompensa.
Uns apelam para o álcool, outros para nicotina, outros para a cocaína, pornografia, jogo: tanto faz.
TODAS essas substâncias e comportamentos agem EXATAMENTE no mesmo sistema de recompensa do cérebro (da dopamina): a via do “eu mereço”. .
O açúcar é só o único socialmente aceito dessa lista de vícios. (Experimente sair do plantão e abrir uma garrafa de vodka no estacionamento… em compensação quantas vezes eu saí para o carro comendo um chocolatinho?)


O açúcar precisa ser levado a sério da mesma maneira. Sabendo que ele não é inofensivo você tem a chance de se proteger de todas as doenças que ele pode te proporcionar. . .
Para aprender a ficar imune aos apelos do açúcar você primeiro precisa PERCEBER que esses produtos SÃO viciantes de verdade e também são o prazer MAIS BARATO E de fácil acesso.
A indústria do açúcar, de comidas processadas e até de aplicativos de mídias sociais e smartphones exploram justamente essa via da dopamina no cérebro para lucrar e garantir que sempre voltemos em busca de mais (mesmo que a nossa saúde e a das nossas crianças estejam em risco). .


Você vai ficar se lamentando?
Não adianta.
A chave é perceber logo e aprender como você vai lidar com isso.
Faça uso Consciente.
“Eu mereço” não está tudo bem.
Açúcar é bem o contrário de inofensivo, ele encurta a sua vida e pior, a sua QUALIDADE de vida.
Se permita a merecer uma joia, uma maquiagem ou um carro😊

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *